“O destino das nações depende da maneira como elas se alimentam”

A grande percentagem de número de cancros atribuídos à natureza da alimentação ocidental é, um sinal claro da deterioração dos hábitos alimentares das populações.

Uma vez que está provado que a alimentação tem grande influência sobre a taxa de incidência de cancro nas populações, é necessário, então, conhecer os alimentos que podem ser utilizados como aliados na prevenção do cancro.

  1. COUVES
    As células cancerígenas detestam as couves e todos os outros elementos da família das couves, como por exemplo os brócolos, os repolhos, a couve-flor, couve de Bruxelas e a couve folhada;

Estes legumes, também denominados de legumes crucíferos contêm quantidades importantes de vários compostos anticancerígenos que ajudam a travar a expansão das células cancerígenas evitando que estas causem danos nas células boas.

  1. ALHO e CEBOLA

O alho e os seus parentes ajudam a travar a progressão do cancro, quer pela sua ação protetora face aos danos causados pelas substancias cancerígenas, bem como pela sua capacidade de impedir as células cancerígenas de crescer e se desenvolver.

  1. CURCUMA

A curcuma e o seu principal constituinte –  a curcumina, possuí inúmeras propriedades anticancerígenas. Basta que adicione uma colher de chá de curcuma numa das suas refeições para estar a fazer bem à sua saúde.

  1. FRUTOS SILVESTRES

Ácido Elágico e antocianidinas são os principais constituintes responsáveis pela riqueza dos frutos silvestres no que diz respeito à prevenção contra o cancro.

  1. CITRINOS

Os citrinos são elementos fundamentais no que diz respeito á prevenção da doença oncológica uma vez que possuem uma capacidade de agir diretamente sobre as células cancerígenas.

  1. CHOCOLATE

O chocolate negro que contém mais de 70% de pasta de cacau é portador de importantes quantidades de polifenóis capazes de provocar efeitos benéficos em doenças crónicas como o cancro ou até mesmo doenças que afectam o sistema cardiovascular.

 

Ref. Bibliográfica:
“Os Alimentos Contra o Cancro”
Richard Béliveau & Denis Gingras
Hospital Sainte-Justine e Universidade do Québec de Montréal