Mais de 70% do corpo humano é composto de água e todas as funções no corpo dependem de uma hidratação adequada, incluindo as atividades do cérebro e do sistema nervoso.

A falta de hidratação no cérebro pode causar inúmeros efeitos colaterais, tais como dificuldade na concentração, memória, fadiga cerebral, bem como dores de cabeça, problemas de sono, ansiedade, depressão e até mau humor.

Um adulto pode perder até dois litros de água por dia através da transpiração, da respiração e da eliminação de resíduos. É fundamental a hidratação ao longo do dia, para evitar os efeitos nefastos sobre a função cerebral e a saúde em geral.

A água fornece ao cérebro a energia elétrica para todas as funções cerebrais, incluindo os processos de pensamento e memorização. As células cerebrais requerem o dobro da quantidade de energia do que as outras células do corpo e a água fornece essa energia de forma mais eficaz do que qualquer outra substância.

A água também é essencial para o fornecimento de nutrientes ao cérebro e para a remoção de toxinas.

Felizmente, é possível colmatar a fadiga do cérebro de modo rápido e simples, através da ingestão de água e cerca de 20 minutos depois, os efeitos colaterais são revertidos. As dores de cabeça induzidas por desidratação também são rapidamente aliviadas uma vez que a pessoa se hidrata. E a capacidade de raciocínio aumenta, bem como a concentração e a criatividade.

Dicas para se manter HIDRATADO

  • Comece o seu dia a beber 1-2 copos grandes de água assim que acordar.
  • Mantenha uma garrafa de água por perto ao longo do dia, especialmente se o seu trabalho exigir muita atividade mental.
  • Substitua a ingestão de sumo, café, leite, e outros líquidos para água. Essas bebidas não oferecem ao organismo e ao cérebro o mesmo nível de hidratação que a água. Aliás, os sumos e o café contribuem para a desidratação.
  • Se não gostar de beber água pura, pode adicionar algumas gotas de sumo de limão, com folhas de menta fresca ou uma fatia de pepino ou laranja.